18 de ago de 2009

5 posições do básico ao essencial

Posição 5



Posição 3 Posição 4





posição 2









Posição1
preparatória para exercicios

Tipos de sapatilhas

Conheça a estrutura de sua sapatilha!!!!
ponteiras de silicone, protegem os dedos no uso da sapatilhas de ponta
























Personalizada sola inteira na cor pink
















Ponta sola inteira em couro











Partner profissional















Ponta iniciante(cerrito biqueira de couro)












Masculina profissional em lona















Masculina couro com strech
















Meia ponta em couro
















Profissional couro com strech

Como crescer como bailarina

* Seja responsável. Só falte às aulas em casos de extrema necessidade.

* Procure fazer aulas diárias. Com elas o progresso é mais rápido e os músculos ficam mais ativos. É muito ruim chegar 'dura' para a aula, e praticando diariamente isso deixa de ocorrer.

* Aceite seus erros. Não discuta com o professor, pois ele vê o que você está fazendo e sabe se está certo ou errado. Há muitas coisas que fazemos e não sentimos que é errado, e o professor só quer nosso bem. Não implique com ele.

* Se no meio da aula o proefssor corrigir alguém, preste atenção e verifique se você também está fazendo o que ele pede. Como já disse, às vezes não sentimos nossos erros, e o professor não tem visão 360º, wnrão antes que ele implique com você, se corrija.

* Fique atenta a todas as informações que seu professor irá dizer. Abra bem o ouvido e questione tudo. Acrescente alguma informação que você saiba ao debate, e sempre preste atenção nas informações que você acha que já sabe, pois o ballet está sendo sempre atualizado, e você pode ficar ultrapassada.

* Se supere. Ultrapasse seus limites. Não fique parada no mesmo ponto em que parou no dia anterior.

(Lembre-se: O suor é a melhor recompensa que você pode receber após uma aula bem feita.)

* Estabeleça metas e se esforce para alcançá-las. Ao final do ano verá se conseguiu e se valeu a pena ou não. E com certeza valerá.

* Nunca pare de tentar executar um passo, mesmo que você canse, desanime ou chore. O sofrimento é necessário. E a conquista de algo após sofrer muito é mil vezes mais recompensador que se você tivesse muita facilidade para executá-lo. E pode ter certeza, se você continuar trabalhando bastante, nunca mais irá deixar de fazê-lo.

(Lembre-se: No ballet não existem os termos "não consigo", "não posso" ou "é impossível". Apague-os de sua memória. Uma bailarina nunca deve pensar nisso.)

* Não desanime se no espetáculo que seu grupo irá apresentar você não pegar o papel que achava que devia. Talvez algo de errado tem ocorrido na hora da definição dos papéis, ou seja você que ainda não está preparada. E por experiência própria posso dizer que dançar sem estar preparada é muito ruim, e não é uma experiência boa (embora aprender com os erros seja fundamental). Você deve estar preparada tanto fisicamente como psicologicamente e emocionalmente.

* Seja humilde. Não se sobreponha a suas colegas por conseguir fazer algo que elas não fazem ou porque seu papel é mais importante que o delas. Você vai virar a "chata", e talvez se desestimule bastante para dançar quando as pessoas começarem a se afastar de você.

* No mais, nunca esqueça que está na luta para se tornar uma bailarina! O mais importante é fazer tudo com prazer, com amor, pois tudo feito com amor se torna melhor.

Artigo retirado de: Amanda Bezerra



Dicas para ser uma aluna disciplinada

O Ballet clássico é muito conhecido por sua forte influência na formação da disciplina de alguém. Geralmente quem já fez ballet tem um comportamento diferente. É um tipo de dança que exige rigidez e esforço, mas que mesmo assim nos apaixona. Portanto, aqui estão pontos básicos que uma bailarina deve seguir para ser bem disciplinada em sala de aula.


1. Sempre prenda o cabelo para suas aulas de ballet. O cabelo solto ou em rabo-de-cavalo atrapalha o desempenho na aula. É aconselhável fazer um coque.

2. Na aula você deve se esquecer de tudo e se entregar de corpo e alma ao ballet. Deixe o relógio em casa. Ficar olhando para o relógio toda hora é tão desconfortante! É preferível também que não use cordão, pois ele em certoos momentos atrapalha a concentração.

3. O vestuário básico de uma bailarina inclui as sapatilhas, a meia e a malha (colã). Não se esqueça de nenhum deles para ir à aula.

4. Procure não se atrasar para chegar à aula. Além de ser meio sem graça, você pode perder alguns exercícios de alongamento, o que não é muito bom.

5. Se na hora que você chegar a professora já estiver passando um exercício, espere pelo próximo. Assim você se alonga um pouco e não faz um exercício mal feito que você nem decorou direito.

6. Converse o mínimo necessário na aula. Mas também não é pra ficar feito múmia, sem nada falar. É legal comentar algumas coisas, que tornam a aula mais descontraída e mais divertida.

7. Fique bem atenta às correções da professora, mesmo que não seja com você. Além de ser interessante ficar por dentro de tudo, você pode acabar percebendo que está cometendo o mesmo erro da pessoa.

8. Sempre, sempre procure ir além do que você foi na aula passada. Não se conforme com o que já conseguiu, queira sempre, sempre mais. Se não consegue, o esforço basta. Em algum tempo você verá que progrediu naquilo que você se empenhou.

9. E uma coisa bem interessante... Ao dançar, se ache linda! Coloque postura, cabeça (mesmo que você fique parecendo aquelas chatinhas :-) e braços, e se sinta em um solo. Esta é uma das partes mais maravilhosas do ballet. A parte em que você se realiza!

15 de ago de 2009

Escolinha lugar da diversão:O amor pela dança se cultiva desde criança



Escola Santa Isabel

Alunas da escola "Santa Isabel"
Que eu tanto amo,e que são o exemplo
De que ser voluntaria da resultado.
Obrigada pela dedicação de vocês
e esforço,para serem cada vez
Melhor!!!



Figurinos de ballet


Tutus de ensaio



Malha Masculina

Sapatilha de ponta"O sonho de toda Bailarina"


Tutu bandeja e tutu romântico

selinhos de Dança

Dance como se ninguém estivesse te assistindo


Biografias


Cecilia Kerche


Cecilia Kerche – primeira bailarina do Teatro Municipal do Rio de Janeiro, é protagonista de uma carreira de reconhecimento internacional onde musicalidade, plasticidade, sensibilidade e emoção desenham uma trajetória de sucesso. Paulista de nascimento radicada no Rio de Janeiro, teve como orientadores professores renomados como, Vera Mayer, Halina Bienarcka e o maestro de ballet Pedro Kraszcuzuk.
Passou a integrar a Companhia de Ballet do Teatro Municipal do Rio de Janeiro em 1982, cumprindo a determinação que se fez ainda no seu começo de estudo que - “um dia ocuparia o cargo de primeira bailarina do Teatro mais importante do País” - como de fato ocorreu no ano de 1985.


"Ana Botafogo"

Apesar de nunca ter imaginado que sua estrela brilharia tanto, Ana afirma que a dança sempre foi a coisa mais importante em sua vida. Sua seriedade e comprometimento com a profissão a levaram a superar todo o tipo de obstáculos. Com seu carisma, a bailarina contagia seu público e inspira jovens bailarinas do país inteiro quando enche o palco com sua dança e magia.
Ana Botafogo iniciou seus estudos de ballet clássico ainda pequena em sua cidade natal, mas foi no exterior que ela complementou sua formação. Na Europa freqüentou a Academia Goubé na Sala Pleyel, em Paris (França), a Academia Internacional de Dança Rosella Hightower, em Cannes (França) e o Dance Center-Covent Garden, em Londres (Inglaterra).
Foi na França, mais precisamente na Ballet de Marseille, do famoso coreógrafo Roland Petit, que a bailarina brasileira dançou como profissional pela primeira vez. Suas performances no exterior incluem participações em festivais em Lausanne (Suíça), Veneza (Itália), Havana (Cuba) e na Gala Iberoamericana de La Danza, representando o Brasil, no espetáculo dirigido por Alicia Alonso, em Madrid (Espanha), realizado em comemoração aos 500 Anos do Descobrimento das Américas.

"A história de uma carreira de sucesso desenhada na ponta dos pés...
Ana Botafogo, primeira-bailarina do Teatro Municipal do Rio de Janeiro desde 1981, ano que ingressou na importante companhia de dança brasileira após ser aprovada num concurso público, é dona de uma carreira repleta de conquistas importantes.
"Mikhail Baryshnikov"

Em 1974, durante uma tournée pelo Canadá, pede asilo político, tornando-se num brevíssimo espaço de tempo, na maior estrela do ballet norte americano, e principal bailarino do “American Ballet Theatre” entre 1974 e 1978, para o qual criou várias obras. Fundindo diversos estilos, Baryshnikov foi a estrela do New York City Ballet de 1978 a 1980.
Em 1998 surpreendeu o público com um espectáculo de criações contemporâneas. Segundo as suas próprias declarações: “O ballet clássico é para jovens. O que mais me fascina na dança contemporânea é a possibilidade de interpretar a nossa própria idade”.
Actua no cinema em numerosos filmes (“Momentos de decisão”, “O sol da meia-noite”, entre outros) e de 1990 a 2002, Baryshnikov funda e torna-se diretor da White Oak Dance Project , através da qual se dedica a obras modernas e contemporâneas.ikhail Baryshnikov, nasceu em 1948 e foi aluno da escola do Mariinski, estreando-se em 1967; passados apenas três anos já era primeiro bailarino da companhia.


Thiago Soares

ago é uma estrela em ascensãNascido em Niterói e criado em Vila Isabel, bairro da Zona Norte do Rio, Thio. Aos 27 anos, já integrou o corpo de baile do Teatro Municipal do Rio, morou em Paris, Moscou e hoje é estrela da maior companhia de balé da Inglaterra. Mesmo assim, não se esquece de suas visitas à casa dos avós, que até um ano moravam na Rua da Conceição, no Centro.
Thiago Soares, apesar de morar fora há tantos anos, se revela apaixonado por seu país, tanto que esteve no Brasil em agosto de 2008, com a turnê "Thiago and Friends", que ele início de sua carreira não foi namesmo idealizou. O espetáculo, além de levar seu nome, teve o repertório todoescolhido por ele, em um alvador, Belo Horizonte, Fortaleza e São Paulo. Os convidados também foram escolhtrabalho de seleção de cerca de cinco meses, e se apresentou no Rio, em Brasília, Sidos a dedo. São amigos de Thiago e integrantes de alguns dos mais importantes balés do mundo. Quem vê Thiago dançar deve imaginar que o balé sempre fez parte de sua vida. Mas na realidade, oda tradicional. Thiago começou a dançar ainda pequeno, mas o estilo era outro. Dançava hip-hop e aos 11 anos participava de grupos de street dance no Rio junto com o irmão mais velho. Somente aos 15 anos, o rapaz entraria em uma escola de dança, mas para
estudar jazz.

Frases



Essa menina tão pequenina
Quer ser Bailarina...(Cecilia Meireles)

"Antes que o homem aprenda a voar é necessário ensiná-lo a andar, correr e dançar." (Nietzche)

"Na vida não se deve
esperar a tempestade passar ...
Se deve ir lá fora e DANÇAR
Na chuva"

“Não tento dançar melhor do que ninguém. Tento apenas dançar melhor do que eu mesmo”
Mikhail Baryshnikov

"Bailarina tem que melhorar tudo sempre " (Ana Botafogo)

14 de ago de 2009

Related Posts with Thumbnails